30 de November de 2021

NOTICIAS

Palestina denuncia colonização israelense da Cisjordânia e Jerusalém

Palestina denuncia colonização israelense da Cisjordânia e Jerusalém

Ramallah, 10 jul (Prensa Latina) Israel construiu mais de 31.000 casas nas 144 colônias localizadas na Cisjordânia e Jerusalém Oriental desde 2004 e construiu outros 139 postos avançados para futuros assentamentos, denunciou hoje uma fonte palestina oficial.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

E o número de colonos cresceu de 415.000 há 17 anos para 660.000 em 2019, apesar da rejeição da comunidade internacional e das resoluções do Conselho de Segurança da ONU, disse em seu website o Departamento de Assuntos de Negociações da Organização para a Libertação da Palestina.

Até 30 de junho de 2021, essas pessoas realizaram mais de 15.000 ataques contra palestinos enquanto desfrutavam do total apoio e imunidade das autoridades de ocupação, critica o documento.

Afirma que de 1ú de julho de 2015 a 30 de junho de 2021, Israel demoliu e confiscou mais de 4.000 estruturas palestinas, incluindo mais de 1.000 casas e quase 920 canteiros de obras financiados por doadores estrangeiros.

Estas ações deslocaram mais de 1.000 famílias e afetaram cerca de 100.000 palestinos, sublinha o texto.

Os crimes e políticas israelenses têm como objetivo negar o direito inalienável de nosso povo à autodeterminação, disse ele.

Também acusa as autoridades de Tel Aviv de ‘violar sistematicamente todas as suas obrigações nos termos das resoluções da ONU’ o que, diz, ‘mina as perspectivas de uma paz justa e duradoura’.

A instituição lembra que em 9 de julho de 2004, o Tribunal Internacional de Justiça (CIJ) emitiu uma decisão sobre as consequências legais da construção de um muro de separação entre Israel e a Cisjordânia.

O resultado foi um documento forte que considerou a construção ilegal e lembrou Israel de suas obrigações como potência ocupante, ele enfatiza.

Mas 17 anos depois, acrescenta ele, a opinião do CIJ foi ignorada tanto por Israel quanto por várias potências ocidentais.

‘Israel, a potência ocupante, continua a matar, ferir, condenar e prender milhares de palestinos para expropriar ainda mais suas terras e recursos naturais a fim de consolidar seu projeto colonial ilegal’, conclui ele.

msm/rob/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.