1 de December de 2021

NOTICIAS

Referendo no Uruguai pela revogação da lei

Referendo no Uruguai pela revogação da lei

Montevidéu, 8 de jul (Prensa Latina) A Comissão Pró-referendo do Uruguai para a revogação parcial da Lei de Urgência (LUC) do governo atingiu hoje o prazo para a entrega das assinaturas necessárias com expectativa favorável.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

À tarde, será encerrado o prazo para a entrega de pelo menos 675 mil assinaturas que a Justiça Eleitoral exige constitucionalmente para convocar uma consulta cidadã, que neste caso será em torno de 135 dos 500 artigos da LUC.

Dezenas de organizações sociais, incluindo o centro sindical Pit-Cnt e a Frente Ampla, membros da Comissão, criticam essas seções como retrógradas na legislação que eles entendem incorporar um programa de restauração conservador, neoliberal, repressivo e antioperário.

Criticam-no por conter várias leis ao mesmo tempo, aprovadas pela maioria parlamentar governante, com apenas 90 dias de exame e sem uma ampla discussão democrática na população nas condições restritivas de circulação devido à pandemia de Covid-19

Com essas desvantagens para se mobilizar massivamente, o órgão patrocinador do plebiscito implantou seus militantes apoiadores em bairros, porta a porta, em feiras de negócios e potes populares, em departamentos territoriais e em espaços disponíveis com estritas medidas sanitárias.

No domingo, o presidente do Pit Cnt, Fernando Pereira, indicou em debate televisivo que o acervo de assinaturas já ultrapassava 600 mil, e outra fonte próxima apontou posteriormente que faltam 40 mil.

Mas ontem o ex-senador da Frente Ampla Rafael Michelini, ativamente ligado a esse esforço, anunciou que faltavam apenas 15 mil adesões ‘para o numero mágica de 700 mil, uma pequena almofada que permite, por qualquer motivo, se houver um pequeno descarte, os mesmos números necessários são alcançados para convocar um referendo. ‘

A Frente Ampla e todas as demais forças envolvidas aspiram que com a validade deste exercício cívico se abra o debate democrático participativo que faltava em torno de uma legislação que trata da economia, das empresas, do trabalho, da habitação, da segurança e até mesmo de uma reforma educacional que ‘o país nos transforma sem perceber. ‘

mem / hr / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.