19 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Chile aguarda o início da Convenção Constitucional

Chile aguarda o início da Convenção Constitucional

Santiago do Chile, 6 jul (Prensa Latina) O Chile aguarda hoje os 155 membros da Convenção que redigirá a nova constituição para iniciar seus trabalhos após um dia fracassado na segunda-feira, suspenso devido a problemas organizacionais.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

No dia anterior, a diretoria teve que adiar a sessão para hoje depois que as condições mínimas para o trabalho não foram criadas no antigo Congresso Nacional, nesta capital, devido à falta de comunicações, câmeras e outros elementos necessários para o trabalho dos constituintes.

Na terça-feira, questões organizacionais importantes estão programadas para serem discutidas a fim de colocar este órgão em funcionamento, bem como para analisar uma possível declaração sobre as pessoas que permanecem presas desde a revolta social sem um processo adequado.

Esta questão gera atritos dentro da Convenção Constitucional devido à rejeição dos representantes da direita, mas tem o apoio de muitos constituintes e do conselho de administração.

Entretanto, há expectativas sobre a possibilidade de que as condições nas salas do antigo Congresso Nacional ainda não tenham sido criadas, apesar do fato de que o governo teve quase um ano para prepará-las.

Precisamente, o que muitos chamam de negligência e outros até boicote, provocou um profundo mal-estar entre os constituintes.

E ainda os representantes dos partidos Socialista, Comunista e Frente Ampla, em uma declaração, pediram a demissão de Juan José Ossa, Ministro da Secretaria Geral da Presidência (Segpres), o órgão diretamente responsável pela garantia material da Convenção.

Os eleitores de direita tentaram culpar o revés inicial no conselho de administração à presidência pela acadêmica mapuche Elisa Loncón, mas a maioria de seus colegas apontou o governo como o culpado.

Eles também exigiram a saída do chefe da secretaria administrativa da Convenção, Francisco Encinas, um funcionário do Ministério de Segurança Pública, que há semanas está no centro de numerosas críticas e agora está sendo acusado de incompetência.

A este respeito, o escritor Jorge Baradit, constituinte do Partido Socialista, salientou que a incapacidade de um funcionário a quem o governo paga mais de sete milhões de pesos (quase 10.000 dólares à taxa de câmbio atual) a cada mês é notória.

Apesar das fortes acusações contra o Executivo, o La Moneda não havia comentado as acusações até a noite passada.

Enquanto isso, nas redes sociais houve uma proliferação de comentários indicando que o partido governante e a direita não têm interesse no sucesso da Convenção Constitucional, mas muito pelo contrário, já que nestes setores prevalecem aqueles que querem manter a atual constituição, imposta em 1980.

jha/rc/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.