7 de December de 2021

NOTICIAS

Bélgica-Itália, um prato refinado do bom futebol na Eurocopa

Bélgica-Itália, um prato refinado do bom futebol na Eurocopa

Munique, 2 jul (Prensa Latina) Os amantes do futebol aguardam impacientes o início das quartas de final da Eurocopa para desfrutar aqui de um prato refinado entre duas grandes candidatas ao título: Bélgica e Itália.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

As duas equipes vêm para o duelo na Allianz Arena com o aval de serem as únicas que foram capazes de somar quatro vitórias em quatro apresentações.

Encontro de estilos opostos, a equipe belga vem com um ataque arrasador e a italiana fortalecida na solidez defensiva.

Os Diabos Vermelhos, terceiros na Copa do Mundo de 2018 na Rússia, tentarão se classificar para sua terceira semifinal continental para igualar com as edições de 1972 e 1980, nesta última chegou a sua única final, perdida para a Alemanha Ocidental por 2-1.

Depois de vencer a Rússia (3-0), Dinamarca (2-1) e Finlândia (2-0) na primeira fase e destronar Portugal do título europeu por 1-0 nas oitavas de final, com um gol de Thorgan Hazard, a Bélgica enfrentará a Itália com o desfalque de Kevin De Bruyne e Eden Hazard, substituído por lesão na partida contra a equipe portuguesa.

Caso não possam jogar desde o início, Yannick Carrasco e Dries Mertens terão a oportunidade de defender os homens do técnico espanhol Roberto Martínez.

Por seu lado, a Itália, uma tetracampeã mundial, enfrentará o desafio depois de fazer um grande esforço para vencer a Áustria por 2 a 1 na prorrogação das oitavas de final e vencer a Turquia e Suíça (3 a 0) e País de Gales (1 a 0).

Os azzurri aumentaram a sua sequência de invencibilidade para 31, e frente aos austríacos permitiram seu primeiro gol após 11 encontros com o goleiro, um sinal de que recuperaram a sua tradicional força na defesa.

O técnico italiano Roberto Mancini vai recuperar um baluarte da zaga, Giorgio Chiellini, e também Alessandro Florenzi, lesionado na estreia contra a Turquia, embora Mancini certamente mantenha Giovanni di Lorenzo na lateral direita.

Os pupilos de Mancini esperam regressar às semifinais da Eurocopa após nove anos e têm um histórico de 14 vitórias em 22 encontros anteriores com a Bélgica.

O vencedor será posteriormente testado na etapa dos quatro melhores para enfrentando o vencedor da outra partida das quartas de final do dia entre Espanha e Suíça, no estádio Krestovski, na cidade russa de São Petersburgo.

Possíveis escalações:

-Bélgica: Courtois; Alderweireld, Vermaelen, Vertonghen; Meunier, Witsel, Tielemans, Thorgan Hazard; Mertens, Carrasco e Lukaku.

-Italia: Donnarumma; Di Lorenzo, Bonucci, Chiellini, Spinazzola; Verratti, Barella, Jorginho; Berardi, Insigne e Immobile.

–Árbitro: Slavko Vincic (SVN).

–Estadio: Allianz Arena de Munique.

msm/ am / cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.