9 de December de 2021

NOTICIAS

Entrada da variante Delta do SARS-CoV-2 é iminente no Uruguai

Entrada da variante Delta do SARS-CoV-2 é iminente no Uruguai

Montevidéu, 1ú jul (Prensa Latina) A epidemiologista uruguaia Jacqueline Ponzo alertou que com a chegada de julho de hoje e a mobilidade local e internacional, é iminente a entrada da variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid- 19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Ele argumentou que mesmo sem a chegada dessa cepa detectada originalmente na Índia, o país sul-americano está em situação de perigo com ‘uma importante circulação comunitária’ do patógeno.

Ponzo, membro do Grupo Interdisciplinar Uruguaio para Análise de Dados Covid-19, destacou que ‘o papel da vigilância da fronteira é fundamental considerando os estrangeiros e uruguaios que retornam ou visitam aqui nesta data.

Em diálogo com o Portal de Montevidéu, disse que ‘o efeito desta variante foi visto em locais que vacinam com Pfizer, Moderna, AstraZeneca porque’ qualquer que seja a vacina, a Delta é uma ameaça ‘, frisou.

O especialista em Medicina de Família aludiu à Organização Mundial da Saúde que aguarda até segunda-feira, 5 de julho, para apurar se o aumento nos casos de Covid-19 se deve ao efeito delta, isolado ou globalmente.

Ele afirmou que alguns indicadores da pandemia caíram nas últimas semanas no Uruguai, entre os quais citou casos, óbitos, gravidade e internações em terapia intensiva.

Mas acrescentou que ‘há um afrouxamento, uma sensação de tranquilidade porque estamos melhorando, mas ainda estamos em uma situação difícil, pois estamos aumentando a mobilidade’.

Ele considerou importante aplicar políticas de qualidade no sistema de informação, manter a vigilância genômica tanto quanto possível e controles rígidos na entrada no país das pessoas que viajam.

O professor percebeu ‘uma combinação que não é boa, de vírus circulantes e pessoas imunizadas, e qualquer atividade que aumente a exposição, o contato interpessoal é um perigo’.

Em relação à reabertura de programas públicos, recomendou focar em ‘quais são os protocolos eficazes que podemos seguir e como fazer com que resultem na adesão que precisam para serem eficazes’.

ymr / hr /ml

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.