29 de November de 2021

NOTICIAS

Câmara dos EUA debaterá resolução sobre o ataque ao Capitólio

Câmara dos EUA debaterá resolução sobre o ataque ao Capitólio

Washington, 30 jun (Prensa Latina) A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos vai debater hoje uma resolução para iniciar outra investigação sobre o ataque ao Capitólio, em 6 de janeiro, realizado por seguidores do ex-presidente Donald Trump.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A presidente desse órgão legislativo, Nancy Pelosi, disse que ‘considera seriamente’ incluir entre suas nomeações um republicano para o novo comitê dedicado a investigar esses distúrbios.

De acordo com o texto da resolução para criar a força-tarefa, Pelosi indicaria oito membros, enquanto o líder da minoria na Câmara dos Deputados, Kevin McCarthy (R), indicaria cinco.

Segundo o jornal The Hill, especializado em questões legislativas, a expectativa é que a proposta seja aprovada com base no voto dos parlamentares democratas, podendo essa comissão ser criada para apurar os fatos e causas relacionadas ao ‘ataque terrorista interno ao Capitólio ‘.

O painel seria liderado por democratas, e Pelosi seria a encarregada de nomear um presidente e pelo menos oito de seus 13 membros.

A resolução que será submetida a votação na quarta-feira dá à referida deputada uma possível voz na nomeação dos outros cinco membros, que serão nomeados ‘após consulta’ com o líder republicano da Câmara, Kevin McCarthy.

Quem liderará o painel ainda é desconhecido, mas uma possibilidade é o presidente do Comitê de Segurança Interna da Câmara, Bennie Thompson (D).

Na noite passada, o segundo republicano nesse nível, Steve Scalise, pediu a seus colegas que votassem contra a resolução, porque o painel selecionado ‘provavelmente seguirá uma agenda partidária’ contra Trump.

A formação desse comitê seleto ocorre depois que os republicanos do Senado bloquearam a criação de um painel independente e bipartidário separado, igualmente dividido entre os dois partidos, semelhante ao órgão formado para investigar os ataques terroristas de 11 de setembro.

Um relatório do Senado sobre o ataque ao Capitólio revelou recentemente grandes erros dos serviços de inteligência, das unidades que protegem as instalações federais e de outras agências governamentais para lidar com esses distúrbios.

Segundo o relatório, a falta de treinamento e preparação das unidades que protegem a sede do Congresso fez com que os agentes fossem rapidamente esmagados pelos agressores.

O documento trazia novos detalhes sobre os policiais que sofreram queimaduras químicas, lesões cerebrais e fraturas ósseas, que relataram aos senadores que ficaram sem direção operacional quando falhou a liderança dos sistemas de comando das unidades envolvidas na resposta.

mgt / rgh / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.