28 de November de 2021

NOTICIAS

Europa por Cuba compromete-se a defender a Revolução

Europa por Cuba compromete-se a defender a Revolução

Paris, 28 jun (Prensa Latina) A emissora Europa por Cuba completou oito meses de transmissões dominicais para promover a solidariedade com a ilha e sua Revolução, objetivo que compromete sua equipe, disse hoje José Antonio Toledo, um dos coordenadores.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em diálogo com a Prensa Latina, o criador e apresentador da plataforma, junto com Michele Mesagna, fez um breve balanço das primeiras quase 40 transmissões diretas no YouTube e deu prioridade a continuar o trabalho coeso e solidário no velho continente ‘ porque Cuba continua a ser atacada. ‘

Já se passaram oito meses, e na realidade é um tempo curtíssimo, período em que ganhamos experiência, maturidade e organização, tendo em vista a nossa missão de unir as forças que lutam contra o bloqueio dos Estados Unidos e na defesa da Revolução Cubana, uma batalha que nos motiva e nos compromete, disse.

Segundo Toledo, nessa etapa inicial, iniciada em 18 de outubro, mais de 40 associações que apoiam o país caribenho divulgaram suas atividades no canal, inclusive as mobilizações para condenar o bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos.

Atores solidários da Alemanha, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Reino Unido, Rússia, Sérvia, Suécia e Ucrânia, entre outros países, apresentaram na Europa para Cuba suas ações e projetos de apoio à ilha.

Ainda há um longo caminho a percorrer, mas a motivação e o desejo de acompanhar a maior das Antilhas permanecem intactos, com novos objetivos no horizonte, incluindo dar visibilidade ao trabalho desenvolvido pelos sindicatos, forças políticas e intelectuais, bem como as organizações que há muito trabalham em solidariedade a Cuba, disse Toledo.

O coordenador da plataforma reconheceu o apoio de uma equipa bastante entusiasta, que, domingo após domingo, contribui com as emissões, para garantir programas com propostas diversas, desde notícias e entrevistas a espaços de divulgação da cultura e comemoração de acontecimentos ligados à pátria de José Martí e Fidel Castro e a Revolução.

Nestes primeiros oito meses, Europa por Cuba convocou duas jornadas mundiais contra o bloqueio dos Estados Unidos, uma nos dias 27 e 28 de março e outra de 6 a 13 de junho, às quais se juntaram milhares de pessoas com caravanas, concentrações, comícios e ações individuais nas redes sociais em mais de 90 países.

A plataforma também acolheu personalidades políticas e culturais cubanas para abordar a realidade da ilha e a resistência de seu povo diante da agressividade de Washington, assim como latino-americanos e europeus engajados na missão de acompanhar a Revolução de 1ú de janeiro de 1959.

Outro dos momentos importantes do canal foi o nascimento deste ano da Europa por Cuba-Rússia, uma iniciativa que permite a solidariedade do gigante eurasiático transmitir em russo as atividades daquele país em apoio à ilha rebelde.

Toledo sublinhou à Prensa Latina que enquanto Cuba continua a ser atacada pelo bloqueio e tenta desestabilizá-lo, a plataforma de solidariedade e sua equipe estarão ativas com novas ações e ideias para reunir e convocar todos aqueles que a amam e defendem na Europa e o mundo.

jf/wmr/bj

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.