7 de December de 2021

NOTICIAS

Pedem ao Governo português uma posição clara contra o bloqueio a Cuba

Pedem ao Governo português uma posição clara contra o bloqueio a Cuba

Lisboa, 23 jun(Prensa Latina) O Partido Comunista Português (PCP) pediu hoje ao governo uma posição clara contra o bloqueio norte-americano a Cuba, uma medida coerciva inaceitável contra o povo da ilha.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Exigimos do Governo português uma atitude clara de condenação à política de ingerência e agressão de Washington contra Havana, afirmou o PCP em nota.

Da mesma forma, afirmou que neste dia será votada, pela 29ª ocasião, na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) uma resolução que exige o fim da hostilidade contra a nação caribenha.

‘O criminoso bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto há 62 anos (…) constitui uma medida coercitiva inaceitável contra um Estado soberano, adotada unilateralmente e extraterritorialmente, e que viola abertamente os princípios da Carta das Nações Unidas e do direito internacional’, afirmou. disse.

Da mesma forma, a força política qualificou de grave que o governo do republicano Donald Trump intensificou as ações contra a ilha em meio à pandemia Covid-19 e que o governo de Joe Biden as mantém.

O Partido Comunista saudou seu homólogo cubano e o povo por sua resistência e determinação diante da política da Casa Branca e reafirmou a solidariedade em sua luta pelo direito de decidir soberanamente seu caminho livre de interferências externas para construir o socialismo.

Por fim, convocaram para esta noite, às 18 horas, hora local, um comício pelo fim do bloqueio à nação caribenha no Parque de Camões, nesta capital.

Desde 1992, a maioria dos estados membros da ONU se manifestou a favor do levantamento dessa política, enquanto nações como os Estados Unidos e Israel permanecem isoladas com seu voto contra o fim do mecanismo unilateral.

Em 2020, ante a pandemia, Cuba não pôde apresentar o projeto de resolução ‘Necessidade de acabar com o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos da América contra Cuba’ e o adiou para este ano.

De abril a dezembro de 2020, o bloqueio causou prejuízos a Cuba da ordem de 3.586,9 milhões de dólares, que somados aos efeitos do período anterior totalizam 9.157,2 milhões de dólares, de abril de 2019 a dezembro de 2020.

jcm / ro / glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.