30 de November de 2021

NOTICIAS

Caricom chama frente à ONU o fim do bloqueio a Cuba

Caricom chama frente à ONU o fim do bloqueio a Cuba

Nações Unidas, 23 jun (Prensa Latina) A Comunidade do Caribe (Caricom) defendeu hoje perante a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) o fim do bloqueio econômico, financeiro e comercial imposto pelos Estados Unidos a Cuba.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

‘Como no passado, reiteramos nossa oposição e rejeição total à imposição de medidas coercitivas unilaterais, e continuaremos pedindo o fim imediato e incondicional do bloqueio imposto a Cuba pelo governo dos Estados Unidos’, enfatizou em nome desse bloco regional o representante permanente do Haiti junto à ONU, Antonio Rodrigue.

Também expressou preocupação constante com o impacto negativo dessa política no desenvolvimento econômico da nação caribenha e no bem-estar geral do povo cubano.

Lembrou que este pacote de medidas impostas por Washington a Havana há mais de 60 anos é rejeitado por grande parte da comunidade internacional e da opinião pública, pelo que exigiu que fossem retiradas em resposta a uma legítima preocupação dos países. integrados à Caricom.

Também assinalou que a imposição dessas medidas coercitivas constitui uma violação flagrante dos princípios e propósitos da Carta das Nações Unidas e do direito internacional que defendem a soberania dos Estados, a não intervenção em seus assuntos internos e os direitos dos povos a sua autodeterminação.

Rodrigue destacou os laços de cooperação entre Cuba e os países membros do Caricom, intensificados como resultado de anos de ativa colaboração socioeconômica em áreas como comércio, serviços de saúde e formação de capital humano.

Nesse sentido, destacou que o caráter extraterritorial do bloqueio afeta o direito das nações caribenhas de desenvolver relações com Cuba, um país, afirmou, ‘com o qual compartilhamos história e cultura, e com o qual mantemos uma relação exemplar de amizade e colaboração ‘.

O diplomata destacou a ajuda de Cuba à Comunidade do Caribe no contexto da pandemia de Covid-19 com o envio de profissionais de saúde para apoiar os especialistas locais.

Rodrigue assinalou que esta doença causa perdas e danos significativos às populações e à economia dos países caribenhos, daí o reconhecimento da assistência médica prestada por Cuba às limitações impostas pelo bloqueio.

‘Cuba implantou brigadas médicas nos Estados membros da Caricom para fortalecer suas respectivas equipes de saúde na batalha contra a pandemia’, frisou.

O diplomata deu como exemplo o caso do Haiti, seu país, onde mais de 340 especialistas em saúde cubanos ajudam no combate ao Covid-19.

Em nome de seus compatriotas e do governo haitiano, ele expressou sua gratidão por este gesto fraterno e cooperação solidária, que em tempos tão difíceis são mais necessários do que nunca.

mem / avs / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.