6 de December de 2021

NOTICIAS

Rússia comemora 80ú aniversário do início da Grande Guerra Patriótica

Rússia comemora 80ú aniversário do início da Grande Guerra Patriótica

Moscou, 22 de junho (Prensa Latina) A Rússia lembra hoje o 80ú aniversário da invasão do exército nazista ao seu território, iniciando a Grande Guerra Patriótica (1941-1945) que custou a vida de cerca de 27 milhões de soviéticos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Sem uma declaração de guerra, no início da manhã de 22 de junho de 1941, mais de três milhões de alemães e seus aliados atravessaram a fronteira para invadir a União Soviética, no que os estrategistas fascistas chamaram de Operação Barbarossa, o plano que visava arrasar o país em um curto período de tempo.

A Segunda Guerra Mundial começou em setembro de 1939, com a invasão da Polônia por Berlim, e depois passou a ocupar outros territórios europeus. Noruega, Holanda, Bélgica e França foram tomadas. Somente o Reino Unido escapou do domínio nazista.

Contra a União Soviética, as tropas invasoras se lançaram com três grupos de exércitos e a intenção de tomar Leningrado, Kiev e Moscou, confiantes de que as táticas empregadas contra os países da Europa Ocidental também funcionariam no vasto território.

No entanto, embora o fator surpresa e a força do ataque alemão tenham conquistado sucessos iniciais, a bravura dos defensores, as grandes distâncias e a resistência do Exército Vermelho dificultaram o avanço fascista.

Mesmo assim, as tropas nazistas conseguiram tomar Kiev e sitiaram Leningrado, mas foram detidas a apenas 80 quilômetros da capital por uma contraofensiva que quebrou o plano de guerra-relâmpago projetado por Berlim. A operação Barbarossa havia falhado.

Durante a guerra, a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) sofreu perdas de mais de 27 milhões de pessoas, a destruição de mais de 1.710 cidades, 70.000 vilarejos e vilas, bem como danos incalculáveis à indústria e à agricultura.

No dia 9 de maio passado, em seu discurso no Dia da Vitória sobre o fascismo alemão, o presidente russo Vladimir Putin chamou o dia 22 de junho de 1941 de uma das datas mais trágicas da história da Rússia.

‘O inimigo atacou nosso país, veio a nossa terra para matar, para semear a morte e a dor, o horror e o sofrimento indescritível’. Eles não apenas queriam derrubar o sistema político, o sistema soviético, mas nos destruir como Estado, como nação, para limpar nossos povos da face da terra’, disse ele.

Ele lembrou que, diante dessa agressão, o povo soviético defendeu sua pátria e libertou os países da Europa do nazismo.

‘A guerra trouxe tantas provações insuportáveis, dor e lágrimas que é impossível esquecê-la. E não há perdão e nenhuma desculpa para aqueles que novamente contemplam planos agressivos’, enfatizou Putin.

ga/mml/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.