11 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Brasil confirma a ineficácia da cloroquina no tratamento da Covid-19

Brasil confirma a ineficácia da cloroquina no tratamento da Covid-19

Brasília, 12 jun (Prensa Latina) A renomada cientista brasileira Natalia Pasternak, microbiologista da Universidade de São Paulo, mostrou por meio de prestigiados estudos apresentados hoje no mundo a ineficácia da cloroquina e outros medicamentos contra a Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

‘A cloroquina, infelizmente, nunca teve a plausibilidade biológica de funcionar’, explicou Pasternak à Comissão do Senado (CPI), que está avaliando a resposta do governo à pandemia.

Ela disse que ‘a forma como bloqueia a entrada do vírus na célula só funciona in vitro, em um tubo de ensaio, porque no tratamento respiratório o caminho é diferente’.

Nunca funcionou para doenças virais. ‘A cloroquina foi testada e falhou em várias doenças causadas por vírus, tais como zika, dengue, chikungunya, SARS, AIDS, Ebola…. Nunca funcionou’, disse ela.

Pasternak disse que a cloroquina foi testada em tudo: animais, humanos, de todas as maneiras possíveis, e não responde ao que é necessário.

A especialista assinalou que o chamado Kit Covid não tem base científica, pelo contrário. No caso da hidroxicloroquina, juntamente com a azitromicina, são registrados sem possuir prova de segurança e são dois medicamentos com efeito colateral, como o aumento das complicações cardíacas.

Ela defendeu o estudo de abril de 2020 da Universidade Federal do Amazonas com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade de São Paulo, uma das primeiras do mundo a mostrar a ineficácia da cloroquina contra a Covid-19.

A pesquisa foi atacada por defensores do tratamento precoce, como o senador Luis Carlos Heinze, disse ela.

Também na ICC, o médico Claudio Maierovitch, que presidiu a Agência Nacional de Vigilância Sanitária de 2003 a 2008, denunciou que a população brasileira é tratada como animais.

‘O governo tem mantido sua posição de produzir imunidade de rebanho, com todas as suas conotações, para a população, em vez de adotar medidas reconhecidas pela ciência para lidar com a crise sanitária’, disse ele.

Tal imunidade, também conhecida como imunidade comunitária, ocorre quando uma população é protegida de uma doença, seja devido à existência de uma vacina ou à exposição.

Maierovitch revelou que, quase um ano após a pandemia, uma pesquisa realizada pelo Lowy Institute da Austrália em janeiro de 2021 mostrou o Brasil como o país com pior resposta ao patógeno, entre as 98 nações pesquisadas.

A CPI foi criada para investigar o desempenho do Poder Executivo diante da Covid-19, que até o momento já alegou 484.235 mortes e 17.296.118 infecções.

msm/ocs/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.