25 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

A Covid-19 enriqueceu a língua espanhola

A Covid-19 enriqueceu a língua espanhola

Panamá, 24 mai (Prensa Latina) O reconhecimento de novas palavras pela Real Academia Espanhola (RAE) enriquece o tesouro lexical da língua, disseram hoje aqui especialistas sobre a incorporação de termos gerados pela pandemia de Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

‘Covidiota’ foi identificado pela RAE como adjetivo e substantivo utilizado para designar ‘pessoa que se recusa a cumprir as normas sanitárias ditadas para evitar o contágio da covid’ e explicou sua origem na palavra inglesa ‘covidiot’, tornada moda pela imprensa em 2020 e consignada no Oxford Advanced Learner’s Dictionary (2020).

Outros termos relacionados que a sagacidade popular usa são covidiotismo, covidivorce, covidioma, covidite, covidmania, covidnoic, covidofobia, covifiesta e outros que incorporam o termo picaresco ou mesmo misturam o termo com raízes obscenas de palavras.

Embora muitas destas referências estejam em seu Dicionário Histórico, a RAE não aceitou até agora ‘covidiota’ e seus derivados, mas aceitou ‘COVID-19’ e ‘COVID’ (em letras maiúsculas), cujo significado aponta como ‘Síndrome respiratória aguda produzida pelo coronavírus’.

‘Cada língua viva está sendo constantemente atualizada, ligada às diferentes situações que as sociedades que as têm estão passando’, disse a professora de espanhol Delia Cortés ao jornal La Estrella de Panamá, acrescentando que a ciência e a tecnologia sempre foram fontes de neologismos.

‘O idioma é, acima de tudo, um meio de comunicação que deve se adaptar, da maneira mais eficiente e precisa possível, às necessidades comunicativas de seus usuários’, disse ela, acrescentando que o processo de evolução também vem de descobertas técnicas e científicas, contatos com outros idiomas e ’empréstimos de um idioma para outro’.

Por outro lado, o secretário da Academia Panamenha de Línguas, Rodolfo De Gracia, explicou à mídia que a RAE incorpora anualmente novos termos que estão em uso na comunidade de língua espanhola e recentemente acrescentou 153 novas palavras, muitas das quais se referem às circunstâncias atuais.

Entre estes estão: coronavírus, antirretroviral e seu plural, bioseguridad, coronavírus, quarantenal, desconfinar, encuarentenar, negativismo, videollamada, emoji, emoticon e ébola, mas esclareceu que ‘nem todos os termos que foram aprovados pela RAE estão relacionados apenas com a pandemia’.

‘A Academia hoje não desempenha um papel de polícia linguística como se lhe é frequentemente atribuído; esse termo covidiota tem um uso negativo e pode se emprestar para ridicularizar um indivíduo. A RAE aprova palavras como terrorismo, mas isso não significa que ela apoie este ato, assim como faz com narcodollar ou qualquer outro termo’, disse ele.

Entretanto, ele considerou que a instituição ‘é um passo atrás no uso das palavras’, porque primeiro surgem novas palavras e depois as incorporam, embora algumas caiam em desuso e explicaram que ‘as línguas estão sempre mudando e enriquecendo. A Ibero-América tem alimentado muito a língua espanhola’.

mgt/orm/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.