20 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Marcha do Silêncio retorna ao Uruguai pela verdade e justiça

Marcha do Silêncio retorna ao Uruguai pela verdade e justiça

Montevidéu, 20 de mai (Prensa Latina) Chegou hoje mais um dia muito especial para a Associação de Mães e Familiares de Detidos e Desaparecidos da ditadura no Uruguai, com a tradicional Marcha do Silêncio pela verdade e justiça.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Pelo segundo ano consecutivo, devido à pandemia Covid-19, não haverá presença física na avenida mais central da capital e, em vez disso, chamada de ‘ruas e calçadas vazias’ para destacar a memória das vítimas.

As fotos e nomes de todos eles, 197, serão exibidos em um vídeo que será veiculado em uma emissora de televisão para exclamação presente, após cada um.

Numa conferência de imprensa antes da marcha, Alba González, membro do coletivo de familiares, afirmou que nas atuais circunstâncias, quando o Uruguai atravessa o pior momento em termos de contágio, morte e incerteza, a marcha torna-se um gesto essencial de solidariedade e apoio que inclui todos.

‘É um abraço às nossas mães que vão embora sem saber a verdade, também às novas gerações, porque o futuro lhes pertence e elas merecem lutar pelos seus ideais sem lhes custar a vida’, disse.

Denunciou que os três poderes do Estado não assumiram plenamente aquela responsabilidade de que ‘hoje ainda não sabemos onde estão os desaparecidos’ e que ainda apenas apelam à vontade da instituição militar para obtê-los, que continua sem sucesso.

‘A ocultação de seus corpos é um crime específico, que continua a ser cometido todos os dias até que os encontremos ou até que se saiba tudo o que aconteceu, um crime de máfia, porque ultrapassa a vítima e se compromete a enviar mensagem a outrem’, argumentou em nome do grupo.

Ele lembrou que há um ano entregaram ao presidente da nação, Luis Lacalle Pou, documentos que revelariam a existência na sede do Comando do Exército I divisão de importantes arquivos da Organização de Operações Anti-Subversiva (0C0A) que poderia fornecer dados sobre pessoas desaparecidas, sem nenhuma resposta.

Desta vez, o grupo Memoria en Libertad, formado por pessoas que durante sua infância e adolescência sofreram as ações diretas do terrorismo de Estado da ditadura cívico-militar, apresentou uma campanha de conscientização pela memória e resgate das histórias de vida das vítimas.

agp / hr / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.