19 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Congresso dos EUA dividido sobre venda de armas a Israel

Congresso dos EUA dividido sobre venda de armas a Israel

Washington 20 Mai (Prensa Latina) O senador independente norte-americano Bernie Sanders apresentará hoje uma resolução para impedir a venda de mísseis a Israel por 735 milhões de dólares, tema que motiva fortes divisões no Congresso.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

‘Em um momento em que bombas fabricadas nos Estados Unidos estão devastando Gaza e matando mulheres e crianças, não podemos simplesmente permitir que outra grande transação de armas ocorra sem nem mesmo um debate no Capitólio’, disse Sanders em um comunicado obtido por The Hill.

‘Acredito que os Estados Unidos devem ajudar a abrir o caminho para um futuro pacífico e próspero para israelenses e palestinos. Devemos analisar cuidadosamente se a venda desses equipamentos militares realmente ajuda a conseguir isso, ou se simplesmente alimenta o conflito’. acrescentou o ex-candidato à presidência.

Segundo o The Washington Post, a resolução requer apenas maioria simples para ser aprovada pelo Senado, mas precisaria do apoio de dois terços dos legisladores tanto naquele órgão legislativo quanto na Câmara dos Deputados se for vetada pelo presidente Joe Biden .

Com um propósito semelhante, os congressistas democratas Alexandria Ocasio-Cortez, Mark Pocan e Rashida Tlaib apresentaram uma resolução na Câmara dos Deputados na quarta-feira com o objetivo de bloquear a venda de munições de ataque direto e bombas de pequeno diâmetro para Israel.

‘Durante décadas, os Estados Unidos venderam bilhões de dólares em armas a Israel sem nem mesmo exigir que eles respeitassem os direitos básicos dos palestinos e, ao fazer isso, contribuímos diretamente para a morte, deslocamento e privação de direitos de milhões de pessoas.’ Ocasio- Cortez disse em um comunicado.

Outros co-patrocinadores da medida incluem Cori Bush, Betty McCollum, Ayanna Pressley, Ilhan Omar, Pramila Jayapal e André Carson, todos do Partido Azul.

No entanto, a resolução também é considerada amplamente simbólica, pois não deve ser aprovada pelos líderes democratas favoráveis à venda dos mísseis ao governo de Benjamin Netanyahu, muito menos aos republicanos.

De acordo com o jornal The Hill, esta proposta ressalta as crescentes divisões entre os democratas à medida que os ataques israelenses a Gaza continuam.

O Washington Post observou que os legisladores nunca tiveram sucesso em bloquear uma venda de armas por meio de uma resolução de desaprovação conjunta.

O ex-presidente Donald Trump vetou três resoluções aprovadas por legisladores em 2019 que buscavam impedir a venda de equipamentos de guerra para a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos.

Separadamente, o presidente Biden disse a Netanyahu na quarta-feira que esperava uma ‘redução significativa’ na violência entre Israel e o Hamas para colocar o conflito, que está em sua segunda semana, a caminho de um cessar-fogo.

Após o telefonema, o primeiro-ministro declarou que está ‘determinado a continuar esta operação até que seu objetivo seja alcançado’, após o que na noite passada o comando militar israelense aumentou os ataques com foguetes contra Gaza.

O governo Biden notificou o Congresso em 5 de maio que aprovou a venda para Israel, mas a maioria dessas transações exige um período de revisão do Congresso de 30 dias, embora alguns aliados dos EUA, incluindo Israel, tenham concedido um período de revisão de duas semanas.

mem/rgh/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.