29 de November de 2021

NOTICIAS

Nova caravana em Nova York pelo fim de sanções a Cuba

Nova caravana em Nova York pelo fim de sanções a Cuba

Nova York, 15 mai (Prensa Latina) A Coalizão Nova York-Nova Jersey Cuba Sí convocou hoje uma nova caravana de carros e bicicletas para acabar com as sanções e o bloqueio dos Estados Unidos à ilha caribenha.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo os organizadores desta iniciativa, programada para domingo, 30 de maio, eles vão se somar a outras ações semelhantes em diferentes cidades americanas, que começaram a ser promovidas por cubano-americanos na Flórida e também pelo projeto Puentes de Amor.

Nessas caravanas de carros e bicicletas, acrescentaram, se exige o fim do bloqueio a Washington, que causa grandes dificuldades econômicas à nação caribenha, e o levantamento das sanções econômicas e políticas contra a ilha.

‘Vamos impedir os ataques dos Estados Unidos ao direito de viajar e às visitas familiares de residentes dos dois países’, disse em um comunicado a Coalizão Nova York-Nova Jersey Cuba Sí, que representa dezenas de grupos e ativistas.

As agressões do governo dos Estados Unidos são particularmente criminosas em face da pandemia Covid-19, enquanto Cuba continua a fornecer um exemplo brilhante de como conter a crise de saúde, acrescentou o comunicado.

Em meio a essa situação difícil, observa ele, a ilha oferece solidariedade global por meio de brigadas voluntárias de profissionais de saúde.

Tal cenário contrasta com o desastre social e os cuidados de saúde com fins lucrativos enfrentados por milhões de pessoas nos Estados Unidos, ressalta a chamada.

Segundo o ativista americano Ike Nahem, líder da Coalizão Nova York-Nova Jersey Cuba Sí, esse movimento foi um dos primeiros a apoiar as ações do professor cubano-americano Carlos Lazos, principal promotor do projeto Puentes de Amor.

Agora, essas iniciativas de solidariedade se espalharam pelo mundo e alcançaram nações da África, e também várias da Europa, como França e Reino Unido, observou.

Nahem destacou que não perde nenhuma das caravanas porque sente que é seu dever exigir que o governo de seu país ponha fim a todas as sanções, cercos e medidas hostis contra a nação caribenha.

agp/ifb/bj

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.