28 de November de 2021

NOTICIAS

China cancelou 487 voos após detectar pacientes de Covid-19

China cancelou 487 voos após detectar pacientes de Covid-19

Beijing, 14 mai (Prensa Latina) A China cancelou 487 voos internacionais após identificar casos confirmados de Covid-19 e em conformidade com seu mecanismo para conter a disseminação da doença através de importações, a Administração de Aviação Civil relatou hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Han Guangzu, um funcionário dessa agência, disse que atualmente operam rotas entre o país asiático e 52 outras nações, mas exigiu das companhias aéreas rigor na verificação dos códigos de saúde, limitar a capacidade dos passageiros e estabelecer zonas de isolamento se detectarem infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2.

Enquanto isso, os voos de carga devem redobrar a desinfecção de navios e lotes, além de projetar planos para proceder urgentemente em situações de alto risco epidemiológico.

Enquanto isso, He Qinghua, da Comissão Nacional de Saúde, comentou sobre os preparativos da China para prevenir e controlar a entrada das variantes do SARS-CoV-2, já que a relacionada à Índia foi detectada em diferentes partes do mundo e o surgimento de novas mutações é previsível.

Anunciou o aperto da quarentena e dos testes de viajantes do exterior, além do monitoramento de produtos importados dos países mais afetados pela pandemia.

Neste sentido, uma circular do Conselho de Estado (Conselho de Ministros) exigia o teste simultâneo do nariz e da garganta para levantar o isolamento dos passageiros e o contato próximo dos pacientes do Covid-19.

Além disso, devem repetir o exame no segundo e sétimo dias após saírem da quarentena, monitorar seu estado de saúde e evitar lugares lotados.

A China mantém sob controle a Covid-19 e teve semanas apenas com o relato diário de pessoas doentes entre os indivíduos chegando do exterior, até que entre ontem e hoje identificou três casos autóctones na província oriental de Anhui.

Desde julho passado, vacinou mais de 366,1 milhões de nacionais e estrangeiros com seus próprios medicamentos, mantendo remessas para uma centena de nações, seja por meio de exportação ou ajuda.

mem/ymr/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.