6 de December de 2021

NOTICIAS

Palestina denuncia que Israel dispara armas químicas contra Gaza

Palestina denuncia que Israel dispara armas químicas contra Gaza

Ramallah, 13 mai(Prensa Latina) Israel dispara foguetes com cargas de gás venenoso contra Gaza, confirmou hoje uma fonte oficial palestina, segundo a qual um número indeterminado de pessoas morreram asfixiadas por esses produtos químicos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Vários dos que morreram devido aos efeitos de gases tóxicos foram internados no Complexo Médico Al Shifah e submetidos a um exame forense, acrescentou o informante, de acordo com a agência de notícias oficial WAFA.

Enquanto isso, o Exército israelense aguarda apenas a ordem de lançamento contra a Faixa de Gaza, garantiu hoje o porta-voz do Ministério da Defesa enquanto fontes na Palestina aumentaram para 83 o número de mortos nos bombardeios contra aquele território palestino.

O número de mortos, ainda parcial, inclui 13 crianças e 7 mulheres e o número de feridos pelos atentados israelenses contra a pista é de cerca de meio milhar, acrescentou um funcionário do Ministério da Saúde palestino, Ashraf Al Qidra, que relatou a crescente escassez de meios e equipamentos para atendê-los.

Do lado israelense, fontes oficiais admitem a morte de 7 pessoas, incluindo um policial, um contraste que mostra a assimetria da colisão iniciada pela expulsão de residentes árabes no distrito de Sheikh Jarrah em Jerusalém Oriental para entregar suas casas aos transplantados Judeus para o território palestino ocupado.

Israel garante que a eclosão da violência é o resultado de foguetes disparados em seu território, mas a colisão inclui vários elementos explosivos, o principal deles sendo a profanação constante por israelenses da Esplanada das Mesquitas, incluindo Al Aqsa, um dos três lugares mais sagrados para os muçulmanos.

Em Gaza, o panorama é sombrio: edifícios residenciais desmoronados, canos quebrados derramando água potável cada vez mais escassa e famílias inteiras procurando um lugar para passar a noite e se refugiar dos ataques aéreos do território de Israel.

Por sua vez, o presidente palestino Mahmoud Abbas assegurou que seu governo ‘administra em todos os níveis e fará todo o possível para defender seu povo e deter a ocupação e evitar que os colonos (israelenses) danifiquem os locais sagrados e o resto. Dos territórios palestinos ‘

O presidente acrescentou que as contínuas agressões (israelenses) em Jerusalém e Gaza excedem todos os limites em total desrespeito a todas as normas e acordos internacionais.

mem / msl / glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.