7 de December de 2021

NOTICIAS

Costa Rica vai analisar ações para reduzir os casos da Covid-19

Costa Rica vai analisar ações para reduzir os casos da Covid-19

San José, 10 mai (Prensa Latina) O governo da Costa Rica analisará hoje com representantes de seis setores as ações para retardar o contágio do coronavírus SARS-CoV-2 e aliviar a lotação hospitalar causada pelo Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Na convocação da reunião, a Casa Presidencial indica que participarão representantes das esferas de cultura, negócios, turismo, esportes, da Conferência Episcopal e da Aliança Evangélica.

A reunião dará seguimento às linhas de trabalho conjunto propostas nas reuniões realizadas na última sexta-feira e sábado.

A reunião responde a um alerta do Fundo de Previdência Social da Costa Rica (CCSS, responsável pela saúde pública) sobre a crítica situação hospitalar enfrentada pela Costa Rica pelo Covid-19.

‘O CCSS nunca teve mais de mil pacientes hospitalizados para o mesmo diagnóstico em 80 anos de existência’, disse o presidente executivo daquela entidade, Roman Macaya, em um vídeo postado nas redes sociais.

Ele disse ter informado o Presidente Carlos Alvarado, o Ministro da Saúde Daniel Salas e o chefe da Comissão de Emergência Alexander Solis sobre esta condição crítica nos centros de saúde do CCSS pelo aumento explosivo nos casos de Covid-19 diariamente.

Este aumento acelerado das infecções está pressionando os serviços de consulta e hospitalização que excedem a capacidade instalada ótima, disse ele e referiu que o alerta a estas autoridades foi decidido pelo órgão de gestão integral do CCSS e pelo Centro de Atenção a Emergências e Desastres (CAED).

Macaya explicou que esta situação ‘cria enormes desafios de atendimento oportuno e de qualidade para pacientes Covid e não Covid, em alguns casos atrasando até mesmo a transferência de pacientes devido à falta de leitos’.

A nota assinada pelo órgão gestor pleno e pela CAED afirma que o CCSS está passando pela difícil situação de saturação dos serviços hospitalares devido ao comportamento exponencial dos novos casos de Covid-19, que desde 27 de abril excedeu os 359 leitos de terapia intensiva definidos como uma meta para os pacientes com esta doença.

jf/ale/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.