10 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Pedida renúncia do comissário de paz da Colômbia

Pedida renúncia do comissário de paz da Colômbia

Bogotá, 8 mai (Prensa Latina) Personalidades de várias partes do mundo, diante da atual crise na Colômbia, divulgaram hoje uma carta solicitando a renúncia do Comissário para a Paz Miguel Ceballos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O texto é dirigido a jovens e pessoas de bairros, estudantes, mulheres, bases sindicais e organizações camponesas, comunidades negras e indígenas, Congresso do Povo, Comissão Nacional de Desemprego e outros espaços de luta.

É ‘uma mensagem que não quer apelar apenas ao seu compromisso social e político, sem dúvida histórico e exemplar no momento, mas à sua ‘sensibilidade e moralidade’ justamente quando entra em cena um ‘joguinho’ sombrio que o governo Duque está preparando em progresso’, alerta.

Salienta que ‘trata-se do chamado comissário para a paz, Miguel Ceballos Arévalo, delegado de um suposto plano de diálogo para desativar a grande mobilização cidadã e popular que hoje se vive’.

Refere que o comissário conduziu a mais infame zombaria do direito internacional, ignorando protocolos válidos assinados perante a comunidade de países fiadores formada para acompanhar as conversações de paz com o ELN.

Da mesma forma, acrescentam os signatários, foi Ceballos quem conduziu uma perversa campanha de perseguição contra o povo cubano para que essa nação solidária com a paz colombiana fosse sancionada pelo governo do então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

‘Não esquecemos sua alegria quando Cuba foi incluída nas listas dos Estados Unidos referindo-se ao suposto apoio ao terrorismo, como resultado do sinistro lobby realizado por Ceballos’, lembram os signatários na carta.

Enfatizam que este Alto Comissário, justamente identificado como ‘inimigo da paz e da justiça’ por suas ações contra os acordos internacionais, é quem promove o crime de perfídia, como tal proscrito no direito dos conflitos armados.

Ressaltam que um funcionário que já tem uma dívida muito elevada com o país e o mundo por sua gestão desastrosa, que dirige as ações de inteligência militar no departamento de Cauca, está satisfeito e se posiciona em meio ao assassinato sistemático de lideranças sociais e ex-combatentes, ele não pode gozar de nenhum tipo de crédito.

‘Uma exigência razoável que exalte a sua razão ética e superioridade moral é a retirada imediata de Miguel Ceballos de um cargo que alguém com mínima credibilidade moral deveria ter ocupado’, argumentam.

A carta é assinada por, entre outras personalidades, Adolfo Pérez Esquivel, ganhador do Prêmio Nobel da Paz, Santiago Alba Rico, filósofa e escritora espanhola Luisa Antonia Raby, membro da Justiça pela Colômbia, Mirta Acuña, cofundadora das Mães e Avós da Plaza de Mayo, e Mario Ossaba, artista e pintor francês.

jf/otf/kl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.