7 de December de 2021

NOTICIAS

China comemora aprovação da vacina Covid-19 pela OMS

China comemora aprovação da vacina Covid-19 pela OMS

Beijing, 8 mai (Prensa Latina) A China comemorou hoje a inclusão da vacina Covid-19 desenvolvida pela Sinopharm em uma lista da Organização Mundial da Saúde e previu que essa medida acelerará o fornecimento global de imunizantes.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A imprensa e analistas locais destacaram a relevância desta decisão, porque implicará acesso ao mecanismo Covax, significará o reconhecimento da droga na comunidade internacional e permitirá ao país desempenhar um papel ativo no enfrentamento da pandemia.

Comentário da agência Xinhua sobre o assunto indicou que o fato se traduz em maior confiança nas capacidades de desenvolvimento e pesquisa das nações em desenvolvimento para buscar soluções para os problemas nacionais e mundiais.

Enquanto isso, o jornal Global Times comentou sobre o bom impacto que os planos da Sinopharm de expandir a produção anual de sua preparação para três bilhões de doses.

A vacina é do tipo inativada, foi a primeira a receber autorização para ser comercializada na China e, desde o ano passado, vários países a incluíram em suas massivas campanhas de imunização.

O Estado Asiático inoculou esta e outras quatro drogas para 308,2 milhões de cidadãos nacionais e estrangeiros contra a Covid-19, enquanto mantinha remessas para 80 países, seja para exportação ou ajuda.

A doença ainda está sob controle aqui, com várias semanas sem casos internos e apenas o relatório dos importados nas atualizações diárias.

Em geral, a China acumula 4.858 mortes e 103.775 infectados em seu continente, Hong Kong, Macau e Taiwan, desde o surgimento do coronavírus SARS-CoV-2 e a consequente patologia em dezembro de 2019.

O país está com as fronteiras fechadas há mais de um ano e, de acordo com o órgão máximo de planejamento, a medida pode ser estendida para vacinar 70% da população e obter imunidade coletiva até meados de 2022.

Atualmente, a China fornece aos seus cidadãos passaporte com dados sobre os testes da vacina e Covid-19, e simplifica o processo de visto para estrangeiros que planejam viajar para seu território e receberam qualquer um dos imunizantes da Sinovac, Sinopharm ou CanSino.

jha/ymr/kl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.