6 de December de 2021

NOTICIAS

Filme americano abre festival de cinema espanhol

Filme americano abre festival de cinema espanhol

Washington, 6 de mai (Prensa Latina) O filme Primera vaca, a mais recente produção audiovisual da cineasta independente americana Kelly Reichrdt, abre hoje a nona edição do Festival de Longas Metragens Rizoma, em Madri, na Espanha.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo especialistas, o filme é um dos melhores de 2020 e constitui um faroeste atípico ambientado na década de 1820, sobre dois homens fugindo de um bando de caçadores vingativos e sonhando com riquezas.

Prevista para estreia geral nos cinemas em 21 de maio, a exibição do filme norte-americano marca a abertura de um festival de oito dias que inclui doze mostras audiovisuais, atividades ao ar livre e uma segunda parte em novembro. O encerramento desta primeira etapa será no dia 13 de maio no Ambassadors Cinema e com a exibição do documentário Un Blues para Tehran, sobre a cultura musical iraniana; e o primeiro longa-metragem do espanhol Javier Tolentino, diretor do programa de rádio El séptimo vicio da Rádio 3.

Este evento trouxe figuras internacionais como David Lynch e Laurie Anderson à nação ibérica em edições anteriores e, este ano, será realizado a partir de cinco grandes espaços: Cinemateca Madrid, Filmoteca Española, Cines Renoir, Sala Equis e Cines Embajadores.

Com o slogan na vida real, a frase é uma reflexão, desde o grande ecrã, sobre a necessidade imperiosa de festejar o que nos torna mais humanos e a vontade de viver com os cinco sentidos.

Outras propostas estrangeiras são o último trabalho do diretor Rob Roth, um curta de animação e imagens em Super-8, formato cinematográfico que utiliza filme de oito milímetros de largura – gravado durante show da banda americana Blondie em Havana, Cuba.

Também inclui títulos reconhecidos no ano passado pelo júri do prêmio Rizoma, como Videoblues, de Enma Tussell – imagens tiradas com uma câmera doméstica no final dos anos 1980 e 1990 – Eu quero fazer um filme, de Yimit Ramírez e Violeta não pegue o elevador, por Mamen Díaz.

O espaço cultural inclui ainda um passeio pela cidade como ferramenta criativa e está empenhado em quebrar conceitos como perímetro e isolamento, impostos pela pandemia Covid-19.

msm / dgh / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.