9 de December de 2021

NOTICIAS

China interrompe mecanismo de cooperação econômica com Austrália

China interrompe mecanismo de cooperação econômica com Austrália

Beijing, 6 de mai (Prensa Latina) A China cancelou hoje indefinidamente todas as atividades programadas no âmbito do mecanismo de diálogo econômico com a Austrália, por considerar que este país com sua conduta afetou as relações normais de cooperação.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, o órgão máximo de planejamento, disse que a ação é imediata e acusou Canberra de ter uma ‘mentalidade de Guerra Fria e preconceitos ideológicos’ em suas interações com Beijing.

‘A decisão foi tomada com base na atitude atual do Governo da Comunidade da Austrália em relação à cooperação sino-australiana … alguns funcionários … lançaram uma série de medidas para interromper os intercâmbios e a cooperação normais’, acrescentou a entidade.

É a primeira vez que o mecanismo de diálogo é interrompido desde seu lançamento, em 2014. A última edição foi realizada em Beijing, em setembro de 2017, e abordou temas como investimentos e projetos econômicos de interesse mútuo das partes.

A China deu esse passo depois que a Austrália no mês passado revogou um acordo entre o estado de Victoria e o gigante asiático para cooperar no contexto da iniciativa Belt and Road.

Camberra invocou uma lei de veto da Commonwealth, dizendo que o pacto era inconsistente com a sua política externa e afetava as relações internacionais.

Desde 2018, as relações bilaterais entre os dois países passam por momentos de crescente tensão, após o veto da gigante da tecnologia Huawei em participar da implantação da rede 5G.

Mais recentemente, os atritos aumentaram com a troca de acusações, o pedido de uma investigação sobre a Covid-19 na China, restrições comerciais e um alerta de viagem para cidadãos chineses com planos de visitar ou estudar na Austrália por razões de segurança e discriminação.

Soma-se a isso a aplicação de medidas anti-dumping aos vinhos australianos por cinco anos e também um aumento nas tarifas sobre a cevada, porque eles foram exportados aqui a preços inferiores aos seus custos reais no mercado local.

Diversas vozes concordam que os Estados Unidos instigam o confronto, na medida em que buscam agregar ao território oceânico sua hostilidade para com o gigante asiático.

mem / ymr / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.