28 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Deputados aprovam projeto no Brasil para revogar lei da ditadura

Deputados aprovam projeto no Brasil para revogar lei da ditadura

Brasília, 5 mai (Prensa Latina) A Câmara dos Deputados brasileira aprovou um projeto de lei para revogar a Lei de Segurança Nacional (LSN) e definir crimes contra a democracia no Código Penal, fontes legislativas confirmadas hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Para os partidos de oposição, a LSN concebe transgressões à Constituição da República de 1988, portanto, não poderia ser reconhecido em vários de seus pontos como estatutário.

Advertiram que o uso recente desta legislação deixou claro seu espírito autoritário, derivado de sua própria criação durante a ditadura militar (1964-1985).

Isto, disseram eles, ‘não estava de acordo com a liberdade de expressão e opinião garantida no atual paradigma constitucional brasileiro’.

Após a revogação pelos deputados, a aprovação do Senado é agora necessária.

O novo conteúdo normaliza 10 novos crimes, que são ataques à soberania, integridade nacional, espionagem, abolição violenta do Estado de direito democrático e golpe de Estado.

Da mesma forma, interrupção do processo eleitoral, comunicação enganosa em massa, violência política, sabotagem e ataque ao direito de manifestação.

Todos eles contemplam penas de prisão que variam de um ano a 12, dependendo da infração.

A este respeito, o orador da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, disse no Twitter que ‘a revisão (das leis) é importante para a defesa das instituições, bem como para a proteção das liberdades e garantias fundamentais’.

Segundo a relatora do projeto de lei, Margarete Coelho, a nova lei em defesa da democracia é necessária para pôr um fim de uma vez por todas à LSN e ao que ela chama de ‘doutrina de segurança nacional’.

Isto, acrescentou, foi concebido ’em um período de Guerra Fria que via os nacionais como inimigos da pátria, submetia os civis à jurisdição militar’ e, portanto, não teria nenhuma relação com a Constituição de 1988.

Promulgada em 1983 pelo último presidente do regime militar, João Figueiredo, a LSN não só ainda é válida, como se tornou recentemente a base para alegados julgamentos.

mem/ocs/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.