3 de December de 2021

NOTICIAS

Covid-19 emerge entre os roteiros de séries de TV nos Estados Unidos

Covid-19 emerge entre os roteiros de séries de TV nos Estados Unidos

Washington, 4 mai (Prensa Latina) Dentro do cenário provocado pelo Covid-19, as séries de televisão estadunidenses oxigenaram a indústria do entretenimento e hoje exibem sua capacidade de resistência, mantendo o papel principal e assumindo a pandemia como um aliado.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Paradoxalmente, a crise sanitária causada pelo vírus SARS-Cov-2, que causou a Covid-19, foi um impulso para um setor que já estava dando passos firmes na preferência do público e agora toma a situação atual como referência com roteiros inspirados na crise sanitária.

Scripts relacionados ao mundo da medicina, como New Amsterdam, Grey’s Anatomy e The Good Doctor, articulam suas tramas em torno do novo coronavírus e a busca de uma vacina, no mesmo momento em que The Conners, Superstore ou The Simpsons também tratam deste assunto.

A realidade chega à ficção e ambos conseguem se complementar de tal forma que mostram o panorama global, instigam a consciência e espalham a esperança a partir da pequena tela, com a chegada da tão esperada imunização.

Para cineastas como David Schulner, voltar a este assunto foi um ‘imperativo moral’ porque é impossível negar os fatos, especialmente porque Nova Amsterdam se trata de uma produção ambientada em um hospital da cidade de Nova York.

Na ata de abertura do primeiro episódio da terceira temporada, eles recriam a doença, o sofrimento dos pacientes, as pessoas que morrem, os médicos psicologicamente afetados, alguns deles pegando a doença e até mesmo morrendo.

Por sua vez, Grey’s Anatomy apresenta, em sua 17ª temporada, a protagonista, Meredith Grey, doente com Covid-19, com um quadro clínico complexo e incapaz de responder por vários capítulos.

Enquanto isso, The Good Doctor, levou pelo menos dois episódios para contar a pandemia com todas as situações a ela associadas e levanta a necessidade de estudar a doença com seus múltiplos sintomas ou falta deles, para ajudar os pacientes.

agp/lbl/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.