10 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

15 anos da nacionalização de hidrocarboretos na Bolívia se destacam

15 anos da nacionalização de hidrocarboretos na Bolívia se destacam

La Paz 1 Mai (Prensa Latina) O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, comemorou hoje o 15ú aniversário da nacionalização dos hidrocarbonetos, decisão histórica que permitiu a redistribuição das receitas do petróleo em programas de benefícios sociais.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

‘No # DíaDelTrabajador, nossos cumprimentos e admiração aos trabalhadores. Graças à luta do povo, hoje comemoramos 15 anos de nacionalização dos hidrocarbonetos. Cumprimos o povo e devolvemos a dignidade a #Bolivia!’, Escreveu Morales em seu Twitter .

Por meio do Decreto Supremo 28701 ‘Héroes del Chaco de 1ú de maio de 2006, os recursos naturais foram nacionalizados e a petroleira Yacimientos Petrolifos Fiscales Bolivianos (YPFB) foi reativada como a empresa mais importante da Bolívia.

A nação andina amazônica obteve 38 bilhões e 343 milhões de dólares em renda petroleira até maio de 2019, ingressos que beneficiaram os governos, municipios, programas y projetos nos setores de saúde, educação, moradia, emprego, produção de alimentos, entre outros.

O pagamento de obrigações e rendimentos sociais pelas prestações de crianças e jovens (Juancito Pinto), mães solteiras (Juana Azurduy) e idosos (Renta Dignidad) foi possível graças à redistribuição de riquezas promovida pelo líder de origem aimará para proteger os setores mais vulneráveis da sociedade.

ga/nmr/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.