5 de December de 2021

NOTICIAS

Chile amanhece em greve geral contra o governo de Sebastián Piñera

Chile amanhece em greve geral contra o governo de Sebastián Piñera

Santiago do Chile, 30 de abril (Prensa Latina) O Chile amanhece hoje sob uma 'Greve Geral Sanitária' convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Chile, em repúdio ao governo de Sebastián Piñera.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Sob o lema ‘Pão, trabalho, saúde e dignidade’, a mobilização é uma celebração antecipada do Primeiro de Maio, Dia Internacional dos Trabalhadores, embora sem as grandes manifestações de rua de outros anos, devido à pandemia de Covid-19..

Na opinião de seus organizadores, a greve será uma demonstração do descontentamento e mal-estar da classe trabalhadora e da população em geral com o que eles chamam de indolência e ganância do governo.

O executivo, levanta nota da CUT, tem sido ineficiente e errático no controle da pandemia, tirando milhares de vidas humanas, e não hesitou em salvaguardar os interesses das grandes empresas, mergulhando o país em profunda crise econômica e social.

Entre as principais demandas da CUT nesta jornada de reivindicações estão a exigência de um salário mínimo de 500 mil pesos chilenos (cerca de 700 dólares) e uma Renda Básica Universal para 80% da população.

Além disso, o congelamento dos preços dos alimentos, que subiram nos últimos meses aumentando a miséria de milhares de famílias, além de apoiar a aprovação de um imposto sobre os super-ricos, projeto que está sendo analisado no parlamento promovido pela bancada comunista e deputados de outras forças.

Muitos sindicatos, organizações, partidos e movimentos políticos expressaram publicamente seu apoio ao protesto.

Entre eles estão trabalhadores portuários, mineiros, o movimento No más TAG, a Associação Nacional dos Empregados Fiscais, o Colégio de Professores e os movimentos e partidos de esquerda que compõem a plataforma Chile Digno, Verde y Soberano.

Também a Assembleia Coordenadora de Estudantes Secundaristas do Chile e organizações trabalhistas e profissionais dos mais diversos setores.

A expectativa é que a greve se expresse por meio do não comparecimento aos locais de trabalho presenciais e de teletrabalho, inclusive de ‘bandeiraços’, panelaços e todo tipo de atividade que demonstre descontentamento, disse Bárbara Figueroa, presidenta da CUT.

Explicou que devido ao grave estado de saúde não convocaram manifestações ou marchas porque ‘temos que cuidar das medidas de saúde, não queremos expor a vida, saúde ou integridade de ninguém, mas não podemos continuar suportando o peso da crise. ‘

No entanto, segundo relatos, os Carabineros de Chile planejam implantar um forte contingente policial e controles mais rígidos em muitas partes desta capital, frente a previsão de manifestações e protestos de rua.

oda / rc / cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.