29 de November de 2021

NOTICIAS

A Índia recebeu 22 toneladas de suprimentos médicos da Rússia

A Índia recebeu 22 toneladas de suprimentos médicos da Rússia

Nova Delhi, 29 de abr (Prensa Latina) A Índia recebeu hoje 22 toneladas de suprimentos médicos da Rússia para enfrentar a crise de saúde criada pela pandemia de Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A doação trazida por dois aviões russos incluiu 20 unidades de produção de oxigênio, 75 ventiladores de pulmão, 150 monitores médicos e 200.000 pacotes de medicamentos, informou o jornal digital The Hindu.

O carregamento ocorreu após um telefonema entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, na noite de quarta-feira.

Os dois líderes decidiram melhorar os contatos e instituir um formato ‘2 + 2’ de conversas entre os ministros das Relações Exteriores e da Defesa.

Foi também discutido um maior desenvolvimento das relações bilaterais e da parceria estratégica particularmente privilegiada, incluindo um calendário de contatos a vários níveis.

Enquanto isso, Modi agradeceu a Putin por ajudar a Índia, ambas as nações estão debatendo o aumento da produção da vacina russa Sputnik V.

Espera-se que as empresas indianas produzam cerca de 850 milhões de doses da droga por ano, com produção programada para começar em maio.

Nesta quinta-feira, os casos de Covid-19 na Índia chegaram a um máximo de 379.257 doentes e 3.645 mortes em 24 horas, segundo o Ministério da Saúde e Bem-Estar da Família.

O número de habitantes afetados desde o início da pandemia ascendeu a 18.376.524, ao passo que ocorreram 204.832 mortes por esta causa.

msm / abm / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.