3 de December de 2021

NOTICIAS

Governo argentino avalia a situação epidemiológica

Governo argentino avalia a situação epidemiológica

Buenos Aires, 28 abr (Prensa Latina) A Argentina está vivendo hoje horas-chave na difícil situação epidemiológica que está atravessando devido ao impacto de uma segunda onda pandêmica e novas definições são esperadas do governo, que reitera seus apelos à responsabilidade.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Houve várias reuniões nos últimos dias, primeiro com os assessores infectologista e depois ontem duas reuniões importantes, uma delas quase à noite, o presidente Alberto Fernández com 12 dos 24 governadores.

As últimas horas têm sido agitadas em vista da expiração nesta sexta-feira do Decreto de Necessidade e Urgência que estabeleceu a restrição do tráfego das oito horas da noite até as seis horas da manhã na Área Metropolitana de Buenos Aires, entre outras medidas.

Os números não diminuíram. Ontem, em menos de 24 horas, foram registrados 25.495 casos e 516 mortes, elevando para mais de 2,9 milhões o número de pessoas infectadas e mais de 62.000 o número de fatalidades desde que o Covid-19 entrou no país, em março do ano passado.

‘A premissa é reduzir o número de infecções. Devemos assegurar que a circulação e os contatos sociais sejam os mais baixos possíveis. Temos que fazer esse esforço. Todos nós já vimos este filme. Foram tomadas medidas e a preocupação é com outros conglomerados por causa da propagação para o interior’, disse Fernández em uma videoconferência com os governadores.

Em recente entrevista coletiva, a Ministra da Saúde Carla Vizzotti também advertiu que a demanda de oxigênio é duas a três vezes maior do que no pico do consumo no ano passado, devido ao aumento dos casos positivos.

O governo da capital argentina também está preocupado com a saturação dos leitos de terapia intensiva em vários hospitais, e está considerando restrições para conter a taxa de infecção.

Espera-se que amanhã se saiba se haverá ou não novas medidas para conter a circulação para evitar o rápido aumento de casos, especialmente na Área Metropolitana de Buenos Aires.

mem/may/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.