8 de December de 2021

NOTICIAS

Venezuela enfrenta ações judiciais para recuperar bens roubados

Venezuela enfrenta ações judiciais para recuperar bens roubados

Caracas, 26 abr (Prensa Latina) O governo venezuelano enfrenta hoje mais de uma dúzia de processos judiciais em vários países para recuperar bens saqueados do país pelo ex-deputado da oposição Juan Guaidó e seus colaboradores.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em uma entrevista concedida ao site Últimas Noticias, o Procurador-Geral da Venezuela Reynaldo Muñoz disse que esta é uma batalha de dupla finalidade, pois ele tem que lidar com sistemas judiciais estrangeiros e, por sua vez, com personagens que afirmam ser representantes do provisório fictício do ex-deputado.

Quando questionado sobre a quantidade total de dinheiro roubado pela extrema direita, explicou que se trata de cerca de sete bilhões de dólares, mas – ele apontou – é complicado, porque com o tempo, em alguns aumentou e em outros diminuiu sem incluir os juros.

‘Temos um cálculo do que está efetivamente congelado’. É dinheiro em contas. A maior parte desse dinheiro é pagamento em trânsito; há a maior parte do ouro venezuelano; o dinheiro que pertence às companhias petrolíferas mistas, contas domiciliadas em contratos e dívidas vencidas da República’, disse ele.

Lembrou que entre as funções da Procuradoria-Geral está a recuperação desse dinheiro ligado a esquemas de corrupção, ‘na Europa temos algumas reivindicações’. Estamos seguindo um grande caso na Suíça no qual acabamos de receber a entrada, isto se torna difícil porque onde chegamos a equipe do Guaidó chega como poucos cães de caça’.

Explicou que, por exemplo, no caso da Suíça, existem atualmente dois grandes casos, um de corrupção investigado pelo Ministério Público suíço que chega a 10 bilhões de euros onde estão envolvidos empresários e políticos, e o segundo relacionado a uma fraude a Petróleos de Venezuela S.A (PDVSA) que durou mais de 10 anos.

Enquanto isso, o ex-presidente daquela empresa petrolífera, Rafael Ramírez, enfrenta três processos na Suíça, Andorra e Luxemburgo, enquanto que, segundo ele, relacionados a essa indústria existem processos de recuperação na Europa e um já enfrentado nos Estados Unidos, perdido devido à cumplicidade dos supostos representantes do governo interino.

Com relação ao bloqueio, anunciou que eles estão trabalhando na implementação de uma estratégia abrangente em relação às sanções dos Estados Unidos e da União Europeia para o segundo semestre deste ano, o que, ele enfatizou, será conhecido no devido tempo.

mem/ycv/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.