1 de December de 2021

NOTICIAS

Uruguai reconhece difícil proposta de flexibilizar o Mercosul

Uruguai reconhece difícil proposta de flexibilizar o Mercosul

Montevidéu, 26 abr (Prensa Latina) O ministro das Relações Exteriores do Uruguai, Francisco Bustillo, previu que a proposta do governo de tornar o Mercado Comum do Sul (Mercosul) mais flexível dificilmente será resolvida 'num piscar de olhos'.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Disse ao jornal La Diaria que esperava ‘o início de um processo’, referindo-se ao encontro virtual entre seus homólogos da Argentina, Brasil e Paraguai.

A mídia uruguaia relatou um diálogo anterior com o chefe da diplomacia brasileira, Carlos Franca, que apoia o relaxamento, enquanto a Argentina e o Paraguai mantêm, em princípio, a posição de não permitir acordos comerciais fora do bloco.

Bustillo admitiu que, sem alcançar o consenso necessário, a intenção de seu país de negociar independentemente do Mercosul com países terceiros naufragará mais uma vez.

A reunião, sob a presidência semestral da Argentina, também contará com a presença dos ministros da economia, e serão trocados critérios sobre a tarifa externa comum.

Embora questões recorrentes sejam abordadas, sua discussão foi reavivada há um mês, quando o Uruguai criticou abertamente o funcionamento da união na cúpula presidencial convocada para celebrar o 30ú aniversário da criação do Mercosul.

Seu presidente, Luis Lacalle Pou, advertiu que o bloco ‘não pode e não deve ser’ um ‘fardo’, o que seu homólogo argentino, Alberto Fernández, rejeitou como uma idéia que, em sua opinião, ‘pouco faz para promover a unidade’.

Fernández pediu mais tarde ao país vizinho que formulasse formalmente suas propostas para maior flexibilidade.

mgt/hr/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.