11 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Parcialidade de Moro no caso Lula marca semana no Brasil

Parcialidade de Moro no caso Lula marca semana no Brasil

Brasília 24 Abr (Prensa Latina) A confirmação pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de que o ex-juiz Sérgio Moro atuou em ações judiciais parciais contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva marca a semana que termina hoje no Brasil.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Por sete votos a dois, os ministros do STF revalidaram a decisão proferida em março pela segunda turma do tribunal.

Diante do veredicto, a defesa do fundador do Partido dos Trabalhadores indicou em nota que a decisão é ‘uma vitória da lei’ e o restabelecimento do devido processo legal e ‘da credibilidade do Judiciário no Brasil’.

Ele reiterou que, desde a primeira manifestação escrita, em 2016, Moro utilizou o cargo de juiz para praticar a guerra judiciária e ‘promover uma verdadeira cruzada contra o ex-presidente Lula’.

Nesse sentido, acrescentou, ‘acusá-lo e condená-lo sem prova de culpa com o objetivo de o retirar das eleições presidenciais de 2018 e da vida política’.

Os advogados do ex-líder operário também lamentaram que, devido às irregularidades cometidas por Moro, o ex-presidente tenha sofrido 580 dias de ‘prisão ilegal e todos os tipos de perseguições e humilhações irreparáveis’.

Na mesma audiência, realizada nesta quinta-feira, o STF também decidiu por maioria de votos que o processo contra Lula fosse julgado na Justiça Federal do Distrito Federal.

Os ministros Edson Fachin, Luis Robeto Barroso, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Rosa Weber e Carmen Lúcia votaram a favor do envio dos autos à Justiça de Brasília.

Por sua vez, os ministros Kassio Nunes Marques, Luiz Fux e Marco Aurélio Mello optaram por mantê-los na zona sul da cidade de Curitiba. Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes solicitaram o envio dos processos para São Paulo.

Na semana passada, por oito votos a três, os ministros do STF confirmaram a decisão de Fachin de que a Justiça Federal de Curitiba não seria o local correto para julgar os processos da operação desconexa Lava Jato contra Lula.

Com esse veredicto, o ex-presidente recuperou seus direitos políticos e poderá participar da disputa pelo poder na eleição de 2022.

mem/ocs/jcfl/gdc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.