28 de November de 2021

NOTICIAS

O mundo em caravanas para acabar com o bloqueio a Cuba

O mundo em caravanas para acabar com o bloqueio a Cuba

Havana, 24 abr (Prensa Latina) Amigos de diversos continentes e movimentos de solidariedade lideram hoje uma nova caravana global contra o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos a Cuba.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conforme relatado pelo Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP), a iniciativa incluirá emigrantes e associações de cubanos residentes em diferentes regiões, parlamentares, acadêmicos, artistas, bem como graduados no país caribenho.

Parques, ruas e outros locais públicos darão espaço a ativistas, que em caravanas de carros, bicicletas e motocicletas, caminhadas, protestos em frente a embaixadas norte-americanas e, por meio de redes sociais, compartilharão imagens, depoimentos e vídeos na rejeição de política.

Nos Estados Unidos, os manifestantes participarão de mais de 20 cidades, como Miami, Nova York, Washington, Detroit, Chicago, Los Angeles, Sacramento, Oakland, San Diego, São Francisco, Tampa, Las Vegas, Minneapolis, Seattle e Indianápolis ; enquanto no Canadá, eles o farão em Vancouver, Montreal, Winnipeg e outras regiões.

Os envolvidos também denunciarão o bloqueio na região da América Latina e Caribe, desde México, El Salvador, República Dominicana, Belize, Panamá, Equador, Uruguai e Argentina. Na Europa, as mobilizações são convocadas em Bruxelas, Bélgica, na esplanada do Atomium; nas praças de Cibeles (em Madrid) e Catalunha (Barcelona), ambas na Espanha; caminha em Londres, Birmingham, Manchester e Glasgow, e um passeio de bicicleta desde o cruzamento de Elephant and Castle até Lambeth Bridge, no Reino Unido.

As ações também acontecerão na Rússia, Itália, França, Sérvia, Irlanda, Angola e nas cidades australianas de Brisbane, Canberra e Perth.

Em março passado, houve manifestações de solidariedade em cem cidades de mais de 60 países contra o cerco norte-americano, que durou seis décadas e foi considerado uma violação dos direitos humanos.

A caravana partiu de uma iniciativa semelhante em Miami chamada Puentes de Amor, que ‘ganhou força internacional em apoio ao povo cubano que resiste ao bloqueio em defesa da soberania e dignidade do país’, disse o ICAP.

Segundo os protagonistas, as ações não terminarão até o fim do bloqueio e os protestos já são anunciados para o mês de junho, quando é lançado o projeto de resolução de Cuba contra a política de Washington.

mem / cgc / glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.