28 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Medidas econômicas e sociais enxutas no Uruguai devido à Covid-19

Medidas econômicas e sociais enxutas no Uruguai devido à Covid-19

Montevidéu, (Prensa Latina) As medidas apresentadas pelo governo uruguaio para mitigar os efeitos econômicos da pandemia Covid-19 deixam hoje a insatisfação devido aos montantes insuficientes e escassos em termos de assistência social.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Qualificados como paliativos, consistiam em isenções temporárias e flexibilização de obrigações tributárias para as empresas, aliviando a carga de trabalho por meio da aplicação de seguro-desemprego parcial, empréstimos, descontos no consumo de energia elétrica e subsídio de três meses a artesãos e academias.

Antes do anúncio da ministra da Fazenda, Azucena Arbeleche, o presidente do país, Luis Lacalle Pou, anunciou que, por meio do Fundo Coronavírus, os recursos serão aportados tanto quanto possível ‘às pessoas que ficaram na beira da estrada’, sem detalhes mais específicos.

Dias depois, em uma reunião com líderes dos cinco partidos da coalizão governista, Nacional, Colorado, Cabildo Abierto, Independiente e de la Gente, ele revelou um plano de ‘salários solidários, cujos beneficiários são confiados com’ algum tipo de comida ou trabalho ‘ como contrapartida. O senador da Frente Ampla, Danuel Olesker, chamou de ‘inédito’ pedir algo em troca de receber ‘cestas miseráveis’ enquanto as empresas eram exoneradas da contribuição patronal sem nem mesmo pedir a elas ‘que não demitissem o povo’.

Da mesma forma, o presidente da central sindical Pit-Cnt, Fernando Pereira, criticou que o esforço para enfrentar a crise atual recai apenas sobre os trabalhadores sem a contribuição de quem tem maior renda.

O senador Mario Bergara avaliou também que, embora insuficientes, as medidas governamentais estão indo na direção certa e respondem ao ‘coro de reivindicações’ no marco da pandemia, e passaram de 540 milhões de gastos do Fundo do Coronavírus criado em 2020 para 900 milhões para o ano atual.

Ele questionou socialmente que oito mil trabalhadores informais em situação de vulnerabilidade receberão US $ 270 por três meses, em contraste com uma proposta de frente para 300 mil famílias à taxa de um salário mínimo nacional por mês.

Por sua vez, o presidente da Associação Nacional da Micro e Pequena Empresa (Anmype), Pablo Villar, comentou que as medidas suspendem os pagamentos, mas não geram receitas e são limitadas.

Ele citou artistas entre os setores mais atingidos que recebem um pequeno subsídio e a quantidade insuficiente de créditos destinados a qualquer entidade menor, como cabeleireiro e transporte escolar, além de atrasos em restaurantes com lotação mínima e salões de festas e eventos de zero atividade.

Dados oficiais revelam a perda de 60.000 empregos, um aumento de 11% no desemprego, mais 100.000 uruguaios que caíram na pobreza e a proliferação de panelas populares para as quais famílias vulneráveis vão em busca de alimentos.

mem / hr / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.