5 de July de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Professores de Buenos Aires estão em greve contra aulas presenciais

Professores de Buenos Aires estão em greve contra aulas presenciais

Buenos Aires, 20 abr (Prensa Latina) Professores filiados ao Sindicato dos Trabalhadores na Educação (UTE) encerrarão seu trabalho aqui hoje pelo segundo dia consecutivo, em protesto contra a decisão do governo de Buenos Aires de retomar as aulas presenciais .
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em meio à incerteza de muitos pais e ao desconforto gerado pela portaria que manda continuar as aulas, por desconhecimento de um Decreto de Necessidade e Urgência (DNU) do Executivo Nacional, os educadores ratificaram a medida de força, após constatar que hoje a prioridade é saúde e vida.

‘Diante da insistência da prefeitura em manter as escolas abertas com aulas presenciais, fizemos uma greve’, disse o sindicato da União dos Trabalhadores na Educação (UTE) da capital.

Em declarações à imprensa, Eduardo López, Secretário-Geral Adjunto da UTE, ratificou o apoio às medidas tomadas pelo Executivo do Presidente Alberto Fernández e lembrou que apenas no primeiro mês de presença ocorreram 1.250 casos de Covid-19 nas escolas.

Até agora, disse ele, cinco mil e seis professores, não professores e alunos foram infectados com o coronavírus SARS-CoV-2, causador da doença.

Outros sindicatos também aderiram à manifestação, como a Seção de Buenos Aires da União Argentina de Professores Particulares (Sadop), que anunciou o cumprimento do decreto presidencial que determinava o retorno à virtualidade por duas semanas.

Esse sindicato especificou que hoje realizará a retenção das tarefas presenciais e retornará à virtualidade, conforme determina a medida oficial. ‘É uma lei nacional e, como qualquer lei, deve ser cumprida e ninguém pode obrigar os trabalhadores a não cumpri-la’, afirmou.

Os professores exigem que sejam cumpridos os 15 dias de medidas preventivas ordenadas pelo Executivo.

A decisão do governo de Buenos Aires de avançar com aulas presenciais é rejeitada por uma ampla gama de funcionários, grupos políticos e grupos de direitos humanos.

agp / may/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.