19 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Lula denunciou interferência de procuradores estrangeiros no Brasil

Lula denunciou interferência de procuradores estrangeiros no Brasil

Brasília 19 Abr (Prensa Latina) O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva denunciou a interferência de promotores dos Estados Unidos e da Suíça no Brasil, em entrevista à rede de televisão catariana Al Jazeera, ampliada hoje pela mídia local.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

‘Gravamos vídeos de promotores americanos aplaudindo minha prisão, temos vídeos de promotores dizendo que era necessário me prender e temos documentos que comprovam a participação de promotores suíços’, revelou Lula durante a palestra.

O fundador do Partido dos Trabalhadores acusou a extinta operação Lava Jato de fechar 4,4 milhões de empregos e atuar com a ajuda do Departamento de Justiça dos Estados Unidos e de promotores suíços.

‘Tenho certeza de que havia interesses políticos brasileiros, interesses políticos americanos e interesses dos promotores suíços’, insistiu.

Ele especificou que ‘era muito dinheiro em jogo. A Petrobras era a terceira maior petroleira do mundo. Então houve interesse, mas o tempo vai mostrar’, previu.

Sobre um possível retorno ao poder, ele respondeu que ‘os empresários brasileiros, proprietários de fundos e banqueiros deveriam rezar todos os dias e fazer a promessa de governar novamente o Brasil’.

Ele citou as conquistas econômicas de seu mandato (2003-2011) para dizer que seria o melhor nome para reconstruir o país após a pandemia do Covid-19.

Mais uma vez, o ex-líder sindical reiterou que não tem intenção de falar em eleições.

É humanamente impossível para você imaginar que um político, que aparece na disputa eleitoral com amplas chances de vitória, diga que não é candidato, destacou.

‘Quando chegar a hora de escolher, se estou em posição e os partidos progressistas no Brasil entendem que meu nome pode ser o melhor, obviamente terei vontade de ser candidato, só estou dizendo que não é minha prioridade agora para discutir a candidatura’, comentou.

Sobre as recentes anulações de suas sentenças e a atuação do ex-magistrado Sérgio Moro, ele garantiu que não era juiz, ‘é um mentiroso porque vem mentindo sobre mim desde que meu julgamento foi para Curitiba’.

‘Estamos falando sobre a falsidade da acusação contra mim há cinco anos e só agora o Supremo Tribunal Federal decidiu tomar uma decisão’, disse ele.

Sobre a gestão do presidente Jair Bolsonaro, o ex-líder sindical comentou que nunca levou a sério a pandemia, prescreveu medicamentos sem eficácia comprovada e não adotou medidas restritivas para prevenir a disseminação do vírus que já causou mais de 373 mil mortes até o momento.

‘Parte da crise que vivemos se deve à total irresponsabilidade do nosso governo. Ele (Bolsonaro) não foi responsável com o povo brasileiro, com a ciência, com o sistema de saúde, e é por isso que o Brasil hoje se tornou o epicentro do Covid -19 ‘, enfatizou.

mem/ocs/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.