8 de December de 2021

NOTICIAS

China regulamenta a comercialização de cigarros eletrônicos

China regulamenta a comercialização de cigarros eletrônicos

Beijing, 19 abr (Prensa Latina) A China tratará a comercialização de cigarros eletrônicos sob as mesmas regras que regulam os cigarros convencionais e o tabaco, para garantir a supervisão de um negócio em crescimento, informou hoje a mídia local.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A televisão CGTN indicou que a Administração do Monopólio Estadual do Tabaco e o Ministério da Indústria alteraram uma lei sobre vendas no setor para supervisionar as operações deste mercado emergente.

De acordo com os analistas, a decisão ajudará a abordar estritamente as questões de segurança e qualidade que passaram despercebidas com o crescimento do boom do vaporizador e muitas empresas só buscaram obter lucro independentemente dos riscos à saúde.

De acordo com dados oficiais, o número de empresas na China dedicadas ao negócio aumentou de 45.000 em 2013 para 170.000 em 2020.

Além das regulamentações comerciais, o governo apoia uma campanha contra o uso de cigarros eletrônicos com sua inclusão no programa oficial que visa reduzir o fumo até 2030.

Desta forma, está promovendo entre a população fumante a ideia de não recorrer aos cigarros eletrônicos como alternativa enquanto eles tentam abandonar o hábito, o que causa cerca de um milhão de mortes a cada ano.

Além disso, ativistas e especialistas nacionais pediram uma regulamentação rigorosa da publicidade, pois estão preocupados que ela seja contrária ao programa nacional destinado a promover estilos de vida saudáveis.

Os especialistas criticaram as empresas que comercializam o produto por tentarem se apropriar do mercado enquanto tentam reduzir o fumo e advertir que isso só dificultará o abandono do cigarro.

Em particular, eles criticaram a disseminação e até mesmo o exagero de hipóteses não comprovadas sobre a suposta ajuda aos fumantes e a segurança dos vaporizadores em comparação com os cigarros tradicionais.

A China é o maior produtor mundial de cigarros e também o maior consumidor mundial, com 315 milhões de fumantes, ou 30% da população mundial.

Várias leis implementadas desde 1994 tornaram possível eliminar todos os tipos de publicidade promovendo o hábito e regulamentá-lo em locais fechados.

mem/ymr/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.