21 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Começa campanha eleitoral na região espanhola de Madrid

Começa campanha eleitoral na região espanhola de Madrid

Madri, 18 abr (Prensa Latina) A campanha eleitoral de 4 de maio em Madri começou hoje com a intenção das forças progressistas de derrubar o Partido Popular (PP) de direita, que controla esta região espanhola desde 1995.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Esta comunidade autônoma (região), que inclui a capital da Espanha, realizará eleições antecipadas depois que sua presidente e líder do PP, Isabel Díaz Ayuso, dissolveu o Parlamento antes de uma possível moção de censura contra ela.

As pesquisas apontam para uma ampla vitória da formação Díaz Ayuso, embora sem maioria suficiente para governar sozinha, por isso poderia precisar do apoio do partido de extrema direita Vox.

Conforme revelado no início do mês por pesquisa do Centro de Pesquisas Sociológicas (CIS) estadual, o grupo do presidente madrilenho e candidato à reeleição obteria 59 cadeiras na Assembleia (parlamento regional) e 39,2 por cento dos votos .

Com estes resultados, no entanto, o PP não conseguiria assumir o governo desta estratégica comunidade autónoma de 6,7 milhões de habitantes, ficando com 10 cadeiras da maioria absoluta, fixadas em 69 das 136 cadeiras da Assembleia.

A câmara regional terá 136 deputados nas próximas eleições, em vez dos atuais 132, devido ao aumento da população neste território.

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), que em 2019 foi o mais votado, estaria em segundo lugar com 38 cadeiras e 25,3 por cento dos votos, indicou a sondagem da CIS, realizada entre 19 e 28 de março, a partir de 4.300 entrevistas.

Atrás do PSOE aparecem o grupo progressista More Madrid e a aliança esquerdista United We Can (UP), com 20 e 10 cadeiras na legislatura de Madrid, respectivamente, de acordo com o estudo da maior entidade demográfica pública do país.

A Vox entraria na Assembleia de Madri por uma margem muito pequena – com 5,4% dos votos – e a soma de suas nove cadeiras com 59 do PP deixaria o neoliberal Díaz Ayuso com 68, um abaixo da maioria absoluta.

No bloco de esquerda, PSOE, Más Madrid e UP também obteriam 68 cadeiras, previu o CIS.

Essas eleições ganharam caráter nacional quando o líder do Podemos, Pablo Iglesias, anunciou sua renúncia ao cargo de vice-presidente do governo de coalizão do socialista Pedro Sánchez para competir na luta regional.

Um movimento inesperado usado por Díaz Ayuso para apresentar as eleições como um confronto entre ‘comunismo ou liberdade’.

msm / edu / db

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.