28 de November de 2021

NOTICIAS

Kremlin confiante em estabilidade econômica diante de sanções dos EUA

Kremlin confiante em estabilidade econômica diante de sanções dos EUA

Moscou, 16 abr (Prensa Latina) A estabilidade da economia russa está plenamente assegurada, disse hoje o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, quando questionado sobre a capacidade do país de resistir às novas sanções norte-americanas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O assessor de imprensa da presidência russa afirmou que a eficiência econômica do país é reconhecida internacionalmente. ‘Não vemos razão para duvidar dessa eficiência’, enfatizou Peskov, de acordo com a agência de notícias TASS.

No dia anterior, o presidente dos Estados Unidos, Josep Biden, assinou um decreto impondo um novo pacote de medidas unilaterais contra a Federação Russa.

Em particular, Washington proíbe suas empresas de comprar diretamente títulos de dívida russos emitidos pelo Banco Central, o Fundo Nacional de Riqueza ou o Ministério das Finanças deste país após 14 de junho de 2021.

As sanções incluem a expulsão do país de 10 diplomatas que trabalham na embaixada russa em Washington porque, segundo o lado norte-americano, há ‘representantes dos serviços de inteligência’ entre eles.

O Tesouro dos EUA também impôs restrições a 16 organizações e 16 indivíduos, supostamente associadas à interferência atribuída pela Rússia nas eleições americanas, informou a agência de notícias TASS.

Além disso, foram introduzidas sanções contra oito pessoas físicas e jurídicas associadas à Crimeia, incluindo membros do governo dessa república.

Washington justificou as novas medidas com alegações de que a inteligência russa está por trás da pirataria do software SolarWinds e que Moscou interferiu nas eleições presidenciais, uma acusação repetidamente rejeitada pelo Kremlin.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zajárova, disse na quinta-feira que Moscou dará uma resposta enérgica às novas sanções impostas pelos Estados Unidos.

‘Esse comportamento agressivo, sem dúvida, enfrentará uma rejeição enérgica, a resposta às sanções será contundente’, disse o diplomata. O Ministério das Relações Exteriores da Rússia convocou o embaixador de Washington em Moscou, John Sullivan.

mem/mml/kl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.