8 de December de 2021

NOTICIAS

Pesquisa na Itália esclarece sobre a proliferação de tumores

Pesquisa na Itália esclarece sobre a proliferação de tumores

Roma, 15 abr (Prensa Latina) O Hospital Pediátrico Italiano Bambino Gesô divulgou hoje detalhes sobre uma descoberta fundamental na relação entre os mecanismos do ciclo celular, o processo pelo qual as células, inclusive as cancerígenas, amadurecem e se proliferam.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A pesquisa realizada em conjunto com a Universidade Tor Vergata de Roma e com a colaboração de outros centros científicos da Europa e dos Estados Unidos, mostrou que um desequilíbrio na relação entre as proteínas Amber1 e Cyclin D desencadeia o processo tumoral, achado que abre a forma de terapias mais eficaz.

A publicação digital informou que os resultados do estudo acabaram de ser publicados na revista científica Nature e apontou que o ciclo celular consiste em uma série de eventos interconectados e finamente regulados que levam à divisão celular.

Esse ciclo, acrescenta, é regulado por ciclinas, um grupo de proteínas classificadas com as letras A, B, C, D e assim por diante; cada um realiza uma parte da divisão celular e produz e destrói em uma alternância precisa.

O mecanismo de regulação dessas moléculas era conhecido quase na íntegra, exceto -até agora- o da Ciclina D, estudo coordenado pelo Hospital Pediátrico Bambino Gesô, que enfim definiu tudo, destacou a nota.

A pesquisa utilizou centenas de amostras (modelos animais, células produzidas em laboratório, células derivadas de tumores animais e humanos) com uma combinação de técnicas avançadas (imagem, microscopia, fluorescência, engenharia genética, bioquímica, histologia).

Durante a investigação, os pesquisadores avaliaram que na ausência ou baixa quantidade de Amber1, a Ciclina D não é destruída como deveria e, portanto, se acumula, um processo que faz com que as células comecem a se dividir de forma descontrolada, o DNA se danifica e se transforma em gatilhos a formação de massas tumorais.

O desequilíbrio nos níveis das duas proteínas foi encontrado em muitos tipos de câncer, incluindo adenocarcinoma de pulmão, sarcoma e glioblastoma, afirma o documento do hospital.

Entre outros aspectos, Francesco Cecconi, professor de Biologia do Desenvolvimento da Universidade de Roma ‘Tor Vergata’ e pesquisador da Bambino Gesá, destacou que a pesquisa sugere que, em pacientes com diagnóstico de câncer, também sejam examinados os níveis de Ambra1 e Ciclina. D ‘.

mem / smp/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.