28 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Forte repressão na terceira noite de protestos em Minneapolis

Forte repressão na terceira noite de protestos em Minneapolis

Washington 14 Abr (Prensa Latina) A polícia e a Guarda Nacional reprimiram com força centenas de pessoas que protestaram pela terceira noite consecutiva na cidade norte-americana de Minneapolis pelo assassinato do afro-americano Daunte Wright, informou hoje a mídia local.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em uma entrevista coletiva à meia-noite, o chefe da patrulha estadual Matt Langer disse que mais de 60 manifestantes foram presos na terça-feira por participarem dos distúrbios.

Cerca de 8.000 pessoas que se reuniram em frente ao Departamento de Polícia do Brooklyn Center gritaram e empurraram a cerca ao redor do complexo, enquanto dezenas de policiais em equipamento de choque atiraram granadas de flash e balas de borracha contra eles.

A multidão marchou para o escritório de campo do FBI próximo, onde os oradores continuaram a exigir justiça para Wright por meio de um megafone, depois retornaram à delegacia.

De acordo com o jornal local Star Tribune, os protestos começaram pacificamente por volta das 16h30, horário local, na terça-feira, quando os ativistas se reuniram em massa em frente à delegacia de polícia.

Os participantes exigiram que as autoridades estaduais designassem uma investigação independente sobre Kimberly Potter, a policial que atirou e matou Wright quando ela tentou prendê-lo, alegando que tinha um mandado pendente.

As autoridades classificaram sua morte como acidental e apontaram que ocorreu quando a agente Kim Potter começou a usar uma pistola imobilizadora (taser), mas ela cometeu um erro e disparou com sua arma de fogo, mas o advogado Jeff Storms refutou esta alegação e afirmou que ‘acidente é derramar um copo de leite, não sacar uma arma. ‘

Não é por acaso apontar uma arma para alguém, nem por acaso ignorar que o que se tem na mão não pesa o mesmo que um taser ‘, disse o advogado que acompanhava os familiares.

O agente envolvido na morte renunciou e o chefe da polícia local também, Mike Elliott, prefeito de Brooklyn Center, anunciou ontem.

Para ativistas como Toshira Garraway, a morte de Wright é outro exemplo de brutalidade policial e discriminação sistêmica, porque esses não são incidentes isolados. Na verdade, George Floyd e Daunte Wright são o rosto de centenas de assassinatos aqui em Minnesota. A multidão compareceu para ouvir as famílias , de acordo com o The Star Tribune.

As ações violentas na área da cidade aumentaram as tensões no momento em que o julgamento de Derek Chauvin, o ex-policial acusado de assassinar Floyd, continua nos dias de hoje, e que ocorre em um tribunal a menos de 20 quilômetros do local dos incidentes.

A morte de Floyd há 10 meses gerou ondas de protestos e manifestações violentas em dezenas de cidades americanas, fortemente reprimidas pelas autoridades policiais.

ga/rgh/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.