6 de December de 2021

NOTICIAS

Argentina analisa medidas mais duras para segunda onda pandêmica

Argentina analisa medidas mais duras para segunda onda pandêmica

Buenos Aires, 14 abr (Prensa Latina) Diante do impacto de uma segunda onda pandêmica que bate forte, o governo argentino analisa hoje a implementação de medidas severas que incluiriam mais restrições à circulação para conter a situação de saúde.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Enquanto de vários hospitais, principalmente desta capital, algumas clínicas privadas afirmam estar à beira do colapso e os casos somam mais de 20.000 todos os dias, o dia anterior foi mais um dia agitado na Casa Rosada após outro registro de infecções ter sido conhecido.

Hoje a previsão é que pela manhã a Ministra da Saúde, Carla Vizzotti, dê uma coletiva de imprensa para dar detalhes da reunião urgente que várias autoridades mantiveram com o presidente Alberto Fernández de forma virtual, isolado após teste positivo para o vírus mais de uma semana atrás.

Segundo consta, entre as possíveis restrições fala-se de um toque de recolher ainda mais severo do que o que já se aplica, que inclui das doze da noite às seis da manhã, ou o fechamento quase total de várias áreas.

Os 27 mil e um casos registrados nas últimas 24 horas agravaram ainda mais a difícil situação do país, que em apenas uma semana acumulou quase 200 mil infecções, especialmente na Área Metropolitana de Buenos Aires, a mais atingida.

A situação é ainda pior do que nestes 13 meses de pandemia porque até agora o sistema de saúde nunca entrou em colapso devido ao investimento do governo e ao arranque de vários centros de saúde.

Enquanto os médicos, muito exaustos, alertam para a fragilidade do sistema de saúde, tanto público quanto privado, o executivo espera medidas maiores para poder enfrentar este momento difícil.

Em reunião recente, a Comissão de Epidemiologistas que assessora o presidente destacou que a chamada segunda onda não é mais igual porque o cenário é diferente das novas variantes do vírus que assolam outros países.

Por enquanto, as medidas já anunciadas foram somadas a outras nas últimas horas para as unidades de transporte de passageiros da Área Metropolitana de Buenos Aires, como a garantia da ventilação dos ônibus, destinados apenas ao pessoal considerado essencial para o seu trabalho.

Com as diversas variantes do SARS-CoV-2 circulando nesta capital e em outras províncias, o país espera novos anúncios que são quase previsíveis.

msm / may / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.