5 de December de 2021

NOTICIAS

Johnson atribui redução de quarentena de Covid-19 no Reino Unido

Johnson atribui redução de quarentena de Covid-19 no Reino Unido

Londres, 13 abr (Prensa Latina) O primeiro-ministro britânico Boris Johnson atribuiu hoje a quarentena, e não a vacinação, à recente redução no Reino Unido de casos de Covid-19, hospitalizações e mortes associadas à doença.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

É importante que todos entendam que a redução do número de óbitos e infecções não se deve ao programa de vacinação, mas sim que foi a quarentena que causou essa melhora, disse o conservador governante em declarações à imprensa de sua residência, número 10 da Downing Street.

Johnson emitiu o alerta um dia depois que o governo deu um novo passo em direção à normalidade na Inglaterra com a reabertura de bares e restaurantes ao ar livre, lojas, salões de beleza, academias e outros locais de entretenimento. A atmosfera festiva que foi vivenciada na noite passada em Londres e outras cidades inglesas, com milhares de pessoas celebrando nas ruas, disparou alarmes e aumentou o medo de que um ressurgimento de casos e mortes associados à Covid-19 obriguem as pessoas às autoridades a reimpor outro confinamento no país.

Questionado sobre o assunto, o primeiro-ministro admitiu que o levantamento gradual da quarentena vai provocar um novo aumento de infecções, hospitalizações e mortes da Covid-19, mas disse que neste momento não há motivos para alterar o roteiro para a normalidade traçado por as autoridades.

Ele ressaltou, porém, que é muito importante que a população continue tomando todas as medidas de proteção necessárias para evitar outra onda do vírus, que já deixa mais de 4.370.000 infectados e 127.100 mortes no país.

Como parte do cronograma de desaceleração do confinamento em vigor desde janeiro último, a partir de 17 de maio, serão permitidas reuniões sob o mesmo teto de pessoas de diferentes núcleos familiares e viagens de férias ao exterior.

A próxima etapa será no dia 21 de junho, quando se espera a volta à normalidade com a eliminação das medidas de distanciamento social

Até esta segunda-feira, mais de 32 milhões de pessoas no Reino Unido já receberam pelo menos uma dose das vacinas Covid-19 e, dessas, mais de 7 milhões completaram o tratamento com as duas injeções recomendadas. O plano do governo é que até o final de julho toda a população adulta do país, estimada em cerca de 53 milhões de pessoas, tenha a oportunidade de se imunizar.

mem/nm/kl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.